segunda-feira, 28 de março de 2011

Trilha de Filme

Não sei quantas pessoas gostam de rever filmes, eu gosto e muito. Neste final de semana assisti Brigada 49, e a trilha sonora me chamou mais atenção.

Abaixo segue música e letra.

Faça Sua Luz Brilhar

O grito da cidade, como a canção de uma sirene/ Lamentando sobre os telhados, a noite inteira/ Vi uma estrela cadente, como um diamante no céu/ Deve ser a alma de alguém passando por perto

Estas são as ruas/ Onde nós corríamos, de onde seu pai é/ Estes são os dias/ Onde você se torna o que lhe convir/ Estas são as ruas/ Onde a história contou/ A verdade revelada/ Na escuridão instalada

Faça sua luz brilhar abaixo de mim/ Levante-me para que eu possa ver/ Faça sua brilhar quando você vai embora/ Me dê força/ Para continuar, continuar

Não quero ser um heróiApenas um homem comum/ Tentando fazer o trabalho o melhor que pode/ Mas agora é como viver em "tempo extra"/ Fora, na borda, sobre a linha,/ Destino sempre tentador como um jogo de azar/ Nunca queira ficar perto para a última dança/ Às vezes eu tropeço e levo uma queda dura/ Se soltou? segure-se com firmeza fora do muro

Faça sua luz brilhar abaixo de mim/ Levante-me para que eu posso ver/ Faça sua luz brilhar quando você vai embora/ Me dê força, para continuar/ Continuar

Eu pensei que eu o vi andando pela beira da estrada/ Talvez tentando encontrar seu caminho de casa/ Ele está aqui, mas não aqui/ Ele se foi, mas não foi/ Só espero que ele saiba se eu me perder

Faça sua luz brilhar abaixo de mim/ Levante-me para que eu posso ver/ Faça sua luz brilhar quando você vai embora/ Me dê força para continuar/ Continuar

quinta-feira, 24 de março de 2011

O Segredo da Persuasão

Um modo de expressar? Uma maneira de convencimento? Uma arte de comunicação? Um dom?

Me refiro à chama PERSUASÃO, palavra que as vezes significa, para alguns, algo como enganação. Outros, com visão diferenciada, entendem que persuadir nada mais é do que colocar seus pontos de vista, com uma pitada de confiança que por si só ganha adeptos, ou seja, os que rodeiam a pessoa persuasiva compram totalmente a idéia do eloqüente.

Até onde essa "arte" está sendo bem empregada? Particularmente, percebo por aí muitas pessoas que se expressam bem, mas sem conteúdo, ou se tem conteúdo não conseguem passar garantia daquilo que fala. Uns muito bem apessoados utilizam desta ferramenta de interação, mas de maneira errada, e além de si próprio leva outras pessoas no chamado "bico", o fim nem sempre é salutar.

Pensando nisso minha ultima aquisição literária, acredito, me ajudará a entender melhor o que é e como expandir, positivamente, a Persuasão. Buscando, obviamente, uma maior compreensão das pessoas, e por que não, de mim mesmo.

O interessante deste livro, mesmo em suas primeiras páginas, deixa claro que não é o QI (quociente de inteligência) propriamente dito, que garante uma pessoa persuasiva, e isso lhe traria felicidade, riqueza, sucesso... O conceito QI começou em 1905, quando o psicólogo francês Alfred Binet desenvolveu os primeiros testes.


Mais tarde outro psicólogo, Daniel Goleman, identificou que além do QI, outra característica muito maior poderia garantir todo o sucesso, alegria... Chamou de QE (quociente de inteligência emocional), que descreve a capacidade de perceber, avaliar e gerenciar as próprias emoções, as emoções dos outros e as emoções de grupos.

Já o autor Kurt W. Mortensen traz à tona um novo conceito, juntando QI e QE, e assim as pessoas mais felizes e mais ricas possuem uma alta capacidade de persuadir, influenciar, vender, negociar, motivar, liderar e compreender a natureza humana. A isso, Kurt chama de QP (quociente de persuasão)

Segue o livro e sinopse: "Qi de Persuasão".

Sinopse:

QI de Persuasão é fruto de 17 anos de pesquisa do especialista, fundador do Persuasion Institute, e uma das maiores autoridades em persuasão, motivação, negociação e influência dos EUA. É fato que precisamos aprender a lidar com o não, mas também é verdadeiro dizer que é muito mais gostoso ouvir um sim. O tempo necessário para concluir a leitura de QI de Persuasão é suficiente para que você se transforme em um verdadeiro mestre na arte da persuasão, e para que sua vida possa ser muito mais repleta de respostas afirmativas. O livro parte de um teste que mede o Quociente de Inteligência de Persuasão (QP) do leitor, e daí identifica dez habilidades essenciais de persuasão e as técnicas para desenvolver e maximizar cada uma delas.

P.S.: Pra mim, antes de tudo, felicidade, sucesso, riqueza... necessariamente não diz respeito somente à questões materias, financeiras... Sucesso e riqueza engloba muitos fatores.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Quem é o Administrador Público?

Como estudante, não poderia de puxar a sardinha, afinal está é uma carreira que está crescendo e, cada vez mais o interesse público cobra das boas políticas retorno imediato, para o bem comum de toda uma sociedade.

Profissional capaz de articular demandas da sociedade e prover o bem comum por meio da produção pública, ou por intermédio de organizações privadas com interesse público.

Profissional habilitado a planejar, organizar, dirigir e controlar recursos humanos, financeiros, e materiais de organizações públicas e privadas preocupadas com bem comum.

Áreas de atuação:

Administrativo, financeiro, projetos, planejamento, gestão e avaliação:
Organizações públicas (administração pública direta ou indireta);
Nos três poderes: executivo, legislativo e judiciário;
Nas três esferas: União, estados e municípios;
Organizações do terceiro setor;
Organizações privadas.
 
Competências do Administrador Público

Análise e gestão de políticas públicas;
Elaboração e gestão de projetos;
Conhecimento jurídico-institucional;
Gestão de pessoas;
Gestão financeira e orçamentária;
Governo Eletrônico;
Marketing do setor público;
Participação e Coprodução.

O bom Administrador Público certamente deve ser dotado de uma série de habilidades. Todas precisam convergir para o interesse social, compreendendo as diferenças existentes mas, equilibrando todas as ações para o interesse coletivo.

terça-feira, 8 de março de 2011

Burocracia não é bicho-papão

Um tema interessante, que diversas vezes tira a tranqüilidade das pessoas, irrita os mais calmos e é digno de vários xingamentos por outros, a saber: Burocracia.

O termo burocracia não tem o significado pejorativo de uso popular. Cabe a essa palavra um significado muito mais técnico que identifica certas circunstâncias da organização formal voltada exclusivamente para a racionalidade e para a eficiência.

Como fundador desta teoria, que compõem a estrutura de um planejamento governamental, temos como principal indutor, Max Weber, sociólogo alemão muito conhecido no âmbito das teorias que constituem Administração Pública.

O ideal de burocracia, segundo Weber, apresenta sete dimensões:

fornalização - todas as atividades da organização são definidas por escrito e a organização opera de acordo com um conjunto de leis ou regras que são aplicáveis a todos os casos individuais, sem exceção;

divisão do trabalho – cada participante tem um cargo ou posição definido com esfera específica de competência, com deveres oficiais, atribuições estritamente específicas e delimitadas;

princípio da hierarquia – a burocracia se assenta em uma hierarquia bem-definida de autoridade. Cada funcionário é submetido a ordens impessoais que guiam suas ações de modo a assegurar sua obediência. Cada funcionário tem apenas um único chefe. Daí o formato de estrutura piramidal da burocracia;

pessoalidade – o funcionário ideal tem desempenho impessoal no relacionamento com outros ocupantes de cargos. A burocracia utiliza os cargos e não as pessoas que os ocupam, pois as pessoas entram e saem da organização, mas os cargos permanecem;

competência técnica – a seleção e escolha dos participantes é baseada na competência e qualificação profissional dos candidatos e não em preferências de ordem pessoal. Daí a utilização de testes e concursos para preenchimento de cargos e para promoções. A burocracia é eminentemente meritocrática;

ação entre propriedade e administração – os recursos utilizados pela organização burocrática para a execução de suas tarefas não são propriedade dos burocratas. O dirigente ou o burocrata não é necessariamente o seu dono, mas um profissional especializado na sua administração;

profissionalização do funcionário – os funcionários da burocracia são profissionais, pois são especialistas em face da divisão do trabalho; são assalariados de acordo com suas funções ou posição hierárquica; seus cargos constituem a sua principal atividade dentro da organização; são nomeados pelo superior imediato; seus mandatos são por tempo indeterminado e seguem carreira dentro da organização.

Durante o passar dos tempos, percebeu-se que nem sempre o comportamento das pessoas ocorre dentro da previsibilidade, apontadas pelos tópicos acima. A isso, chamamos de disfunções da burocracia, que não entrarei em detalhe agora por merecer postagem a respeito.

Adianto que está aí a chateação que alguns têm com a Burocracia, ou seja, as conseqüências imprevistas, indesejadas, levando à ineficiência e imperfeições são as únicas responsáveis pelo sentido negativo que o termo apresentado adquiriu.

Como principal sugestão, indico que precisamos aprimorar ainda mais o profissionalismo dos servidores, somado a isto competência técnica e maior comprometimento pessoal, junte-se a isso uma boa gestão interna valorizando cada pessoa e seu trabalho, para então a máquina realmente funcionar como se deve.

sexta-feira, 4 de março de 2011

FENEAP + CONGRESSO SUL BRASILEIRO DE GESTÃO PÚBLICA

clique para ampliar
A FENEAP fechou uma grande parceria com o Congresso Sul Brasileiro de Gestão Pública e quem ganha são os nossos acadêmicos e as entidades de base filiadas! O evento acontece em Curitiba (PR) de 27 a 29 de abril e o tema deste ano é “Infraestrutura Urbana e Crescimento das Cidades”.

Os acadêmicos de Centros e Diretórios Acadêmicos já filiados à FENEAP terão um superdesconto de 40% na inscrição*: de R$ 490 por R$ 290.

Quer mais?

A cada 10 inscrições, a 11ª sai por conta da casa!

Quer mais?

Você terá até 15% de desconto em passagens GOL para Curitiba (conforme regras do evento).

Quer mais?

Hospede-se com todo conforto no Blue Tree Towers ou no Lizon Curitiba Hotel com tarifas super-reduzidas.

Ainda quer mais?

A FENEAP sorteará em breve inscrições na faixa! Fique atento no twitter @feneap, tudo acontecerá por lá!

*Para inscrições realizadas até 1º de abril de 2011. Envie seu nome, Entidade de Base e comprovante de matrícula (.doc ou .pdf) para feneapbrasil@gmail.com. Gratuidade na 11ª inscrição para grupos de 10 alunos por e-mail.

Gestão Avançar 2010-2011
Atitude e liderança avançando para um novo Brasil.

LEONARDO REIS
Presidente da Federação Nacional dos Estudantes de Administração Pública (FENEAP)

Contato: (48) 8804-9938 (48) 8804-9938 http://www.feneap.org.br/
ESAG/UDESC - Florianópolis (SC)

quarta-feira, 2 de março de 2011

Apresentado na Câmara projeto que cria o Dia do Administrador Público

Atendendo a indicação da Federação Nacional dos Estudantes de Administração Pública (FENEAP), o deputado-federal Mauro Mariani (PMDB-SC) apresentou na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 518/2011, que cria o Dia Nacional do Administrador Público.

A data escolhida é o dia 5 de julho, seguindo decisão coletiva tomada por acadêmicos de todo o País. Para Mariani, “o administrador público é pivô das mudanças necessárias para o desenvolvimento do País, movido por agendas de modernização e reforma dos serviços públicos”.

O Presidente Leonardo Reis agradeceu o gesto de amizade do parlamentar em favor da classe dos Administradores Públicos e afirmou: “Essa conquista é resultado do acúmulo político que viemos fazendo nos últimos anos. Hoje a FENEAP e o novo movimento estudantil possuem mais que parceiros, amigos e admiradores, em todos os níveis de governo, em todas as vertentes ideológicas”.

Em Santa Catarina, o profissional já é homenageado na mesma data.


Confira aqui o Projeto, em sua íntegra.